Dicas de Cordel

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp

COMO ESCREVER UM CORDEL?

Para escrever um cordel devemos observar alguns passos que facilitarão o desenvolvimento do mesmo, principalmente se for um tema que ainda não dominamos bem.

Primeiro Passo – Definir com clareza o tema/assunto. Estudá-lo até dominarmos bem o conteúdo. Criar um título, ainda que provisório, também ajuda;

Segundo Passo – Com o assunto definido, faz-se um roteiro de tópicos a serem abordados numa sequência conduzida por coesão e coerência textuais para a completa compreensão, pelo leitor, de todo o conteúdo temático. É importante entendermos que, quando o tema se oferece com muitos tópicos, precisamos eleger os que são mais importantes para o desenvolvimento e fechamento daquilo que queremos repassar no cordel;

Terceiro Passo – Devemos escolher a modalidade de estrofe para escrevê-lo. Podemos escolher a quadra ou a sextilha, a septilha, a oitava ou a décima.

Na sequência, cabe definir a métrica silábica, ou seja, de quantas sílabas poéticas será constituído cada verso das estrofes. A opção, comumente recai sobre setissílabo (redondilha maior) ou decassílabo, as duas formas mais usadas no cordel;

Quarto Passo – Se o cordel será publicado em folheto, mesmo não sendo obrigado, é bom definirmos em quantas páginas queremos fazê-lo. Os mais publicados atualmente são os de oito e de dezesseis páginas. É bom pensar no número de estrofes por páginas de acordo com a modalidade que escolhermos para escrever, para não termos que diminuir muito o tamanho da fonte na hora da diagramação;

Quinto Passo – Para finalizar, escolhemos o título definitivo e a ilustração da capa.

Nota: o cordel que os professores trabalham em sala de aula com os seus alunos, não tem necessariamente que se submeter a essas regras, pois trata-se de uma representação alegórica do mesmo, caracterizando-o, muito mais pela presença da rima, um dos recursos usado por esse tipo de poesia, do que mesmo pelo atendimento à rigorosidade das demais regras.

dicas-de-cordel


« Voltar