Dicas de Cordel

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp

MODALIDADES DE ESTROFES QUE PODEM SER ENCONTRADAS NO CORDEL

dicas-de-cordel

 

Estrofes são versos agrupados, os quais são arrumados de maneira organizada, em linhas.

Cada linha (verso) deve ter o mesmo número de sílabas poéticas.

A modalidade de estrofe é definida pela quantidade de versos (linhas) que se escolhe para desenvolvimento de um tema.

Por exemplo, se você definir a modalidade QUADRA, deve escrever quatro versos para que assim seja composta a referida estrofe.

A posição das rimas da QUADRA varia. As mais comuns são: ABCB; ABAB e ABBA. A letra no final de cada verso corresponde a rima obrigatória com o outro em que a mesma letra é repetida.

A estrofe de 04 versos chama-se quadra ou quarteto.

Abaixo um exemplo retirado do cordel “Declaração Universal dos Direitos Humanos em Cordel” exposto neste site.

1 - Toda pessoa tem direito à vida    A
2 - A nascer livre e com segurança  B
3 - Desde o primeiro dia de criança B
4 - Perante a lei sendo reconhecida A

A modalidade SEXTILHA deve conter seis versos para que assim esteja composta a referida estrofe.

A distribuição das rimas da SEXTILHA também varia. A mais comum é: ABCBDB. Entretanto, com sonoridade bem mais bonita temos: AABCCB.

Estrofe de 06 versos é chamada de sextilha.

1 – O meu verso campesino             A
2 – Como se fosse um menino         A
3 – De pés descalços brincando      B
4 – Vai rodando o mundo inteiro      C
5 – Até voltar ao terreiro                     C
6 – De onde ele saiu cantando.        B

Na OITAVA como o nome sugere temos oito versos assim distribuídos: AAABCCCB.
Abaixo um exemplo retirado do cordel O Poeta e o Sertão disponível neste site.

Estrofe de 08 versos chama-se oitava

1 - Um poetinha matuto          A
2 - Em seu campo resoluto    A
3 - Atravessa o viaduto            A
4 - Do cosmo da inspiração    B
5 - Alcança a voz de taboca   C
6 - Que pela boca pipoca        C
7 - Os versos que ele entoca  C
8 - Nas veredas do Sertão       B

A DÉCIMA é composta por 10 versos. As rimas têm distribuições variadas. As mais comuns são: ABBAACCDDC ; ABABCCDEED

1 - Adiante defensores                A
2 - Das cordas da lira nova         B
3 - Que vivem metendo prova   B
4 - Na boca dos cantadores       A
5 - Venham espargir rumores    A 
6 - Dos versos de cada dia         C
7 - Estendam a melodia              C
8 - No varal da consciência        D
9 - Para ensinar ciência               D
10 - Através da poesia                 C

 


« Voltar