Produtos

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp

TRÊS TATUS JOGANDO BOLA


Autor: Abdias Campos
____________________

Era uma vez três tatus
Tatu-Jeque, Tatu-Ji
Tatu-Jalú, todos eles
Amigos do Jabuti
Um criador de histórias
Dessas de embolar rir

O amigo jabuti
Que se chamava Lelão
Andava bem devagar
Se arrastando pelo chão
Mas era bem divertido
Em qualquer situação

Em uma reunião
Na casa do Jabuti
Os três tatus-bola foram
Pensando em se divertir
Mas quando chegaram lá
Só tinha trabalho ali

O amigão Jabuti
Disse olhando os tatus-bola
- Tô contando com vocês
Pra levar pra minha escola 
O trabalho que a “tia”
Mandou-me nesta sacola

Tirou de dentro uma bola
Uma rede e uma barra
Um tapete feito um campo
E contou qual era a farra
Para os amigos saberem
Toda a história ele narra

Levanta a rede e amarra
Na barra com um cordão
Estende o campo na sala
Pega a bola com a mão
Mas ele diz: - Com essa bola
Não podemos jogar não!

- E esta é a razão
Pela qual chamei vocês
Pois ganhará esse jogo
Quem jogar por sua vez
C’ uma bola diferente
Das bolas que já se fez

- Daí, contei até três
Pra grande ideia surgir
Pensei em bola de meia
De sabão e de jequi
Mas nenhuma é tão boa
Como esta ideia daqui:

Por exemplo: - Tatu-Ji 
De repente vira bola 
Boto na marca do pênalti 
Chuto ele e ele embola
Até balançar a rede 
Que eu trouxe nessa sacola

É para feira da escola
E vale ponto pra gente
É escolhida a ideia
Que for a mais diferente
E no fim receberá
A nota e mais um presente

- Então pensei... De repente
Vou levar os tatus-bola
Que por sua natureza
Facilmente viram bola
Esta ideia diferente
Tirei da minha cachola

- Boa ideia... Não me enrola
Ó meu amigo Lelão!
Disse a ele o Tatu-Ji
Que lhe deu a explicação:
- Tatu-bola vira bola
Pra evitar confusão

- Não para entrar nela não
Imagine eu ser chutado
Como bola de salão
Se o chute pegar do lado
Vai bater no coração
E me deixar desmaiado

- Ah! Ji-ji amigo amado
Eu chuto bem devagar
Em cima do casco duro
Só pra você embolar
Depois de entrar no gol
Nós vamos comemorar

- E é só pra me ajudar
Não quero lhe fazer mal
Mas sei que com essa ideia
Super sensacional
Ganhamos a brincadeira
E uma nota legal 

- Sacrificar-se afinal
Para ajudar um amigo
É isso que eu vou fazer
Pode sim contar comigo
Disse a Lelão, Tatu-Jeque:
- Nessa, eu estou contigo

(...) Como terá sido o desfecho da história? Leia o cordel completo. Compre-o neste site.

apenas
R$ 2,99

Frete grátis
para todo Brasil